quarta-feira, 31 de agosto de 2011

INTRIGAS E ACUSAÇÕES

Quanto possível, abstém-te de assuntos infelizes.

Muitas vezes, quem te fala contra os outros pode trazer a imaginação doente ou superexcitada.

Quando alguém, porventura, se te faça veículo de alguma intriga, tanto é digna de compaixão a pessoa que te trouxe essa bomba verbal, quanto a outra que a teria criado.

Uma frase imperfeitamente ouvida será sempre uma frase mal interpretada.

A criatura que se precipita em julgamentos errôneos, a teu respeito, talvez seja vítima de lastimável engano.

Muitas pessoas de hábitos cristalizados em comentários descaridosos, em torno da vida alheia, estão a caminho de tratamentos médicos, dos mais graves.

Se trazes a consciência tranqüila, as opiniões negativas efetivamente não te alcançam.

Diante de críticas recebidas, observa até que ponto são verídicas e aceitáveis, para que venhamos a retificar em nós aquilo que nos desagrada nos outros.

Conhecendo algum desequilíbrio em andamento, auxilia em silêncio naquilo em que possas cooperar sem alarde, sem referir a ninguém, quanto ao esforço de reajuste que sejas capaz de desenvolver.

Compadece-te dos acusadores e ora, em favor deles, rogando a Deus para que sejam favorecidos com a bênção de paz que desejamos para nós
.


pelo Espírito Emmanuel - Do livro: Calma, Médium: Francisco Cândido Xavier.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/accao-do-dia/intrigas-e-acusacoes-chico-xavier/#ixzz1WbVCFT00

terça-feira, 30 de agosto de 2011


Posted: 30 Aug 2011 04:00 AM PDT
Primeira Mensagem de Pedro
recebida por Ben Kalil
em 29 de agosto de 2011




Amor, compreensão e solidariedade: é o que eu quero encontrar no povo aqui do Planeta Terra.

Porque o amor solidifica toda a sua compreensão e reforça a barreira que impede a inveja, o sarcasmo e a solidão.

E a compreensão floresce o chão que vocês pisam.

E a solidariedade faz de vocês pessoas boas.

E neste momento em que eu cruzo com vocês, eu vejo que as pessoas boas já começam a ficar menores do que aqueles que se perdem, que negam a presença de Deus e têm um ciúme doentio de tudo e de todos.

A essas pessoas de má índole eu quero deixar claro que não tenho temor, que não as amo, mas quero ajudá-las a se tornarem pessoas sãs, pessoas com fé em Deus.

Mas para isso eu preciso de sua ajuda, preciso que acreditem em mim.


Eu sou Pedro, mas um Pedro que vocês não conhecem. Um Pedro que tem o intuito de ajudar vocês.


E a todos vocês, que a má índole tomou conta de seu ser, eu também quero dizer: procurem com lucidez um espaço que possa modificar a sua conduta e o seu modo de viver.

Ajudá-los é uma missão que eu mesmo me propus, pois para tudo há sempre um final e para tudo há sempre um modo de mudar.

Alertem-se, eu não estou lhes pedindo nada. Mas estou impondo que vocês mudem para que possam sentir como é bom, como é saudável o lado certo de viver.

Vivam e entrem para o caminho da fé. Entreguem os seus corações para o Amor, para a Verdade e sintam como vocês respirarão melhor.

Eu vou estar ao seu lado e incentivá-los a serem filhos de Deus.

O que eu estou lhes dizendo não é uma promessa, mas sim, uma determinação.


E a vocês, meus irmãos em Jesus Cristo, eu quero saudá-los e quero que esse Sol criado por Deus e que emite o calor que vocês sentem lhes abra também com ternura e com aconchego os caminhos para suas esperanças e para suas realizações.

Vocês, meus irmãos queridos, sabem da importância, da grande importância de nosso Pai Maior que nos quer bem e que quer nos ajudar.

Continuem sempre neste modo de vida, continuem sempre amando seu Pai.

Eu cheguei num tempo um pouco adiantado e dou graças ao meu Pai Eterno por ter encontrado alguém que pudesse transmitir essas minhas palavras.

E a este Pai querido eu peço que esteja sempre em seus caminhos e em suas aspirações.

É o que eu queria dizer a vocês.



Idioma original: português
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos
Posted: 29 Aug 2011 12:12 PM PDT
Mensagem dos Anjos
por Liora 
em 29 de agosto de 2011




Queridos…

Neste ponto da transição, no raiar de uma nova consciência de Unidade Divina, mais ondas de luz da energia transformacional estão ativando e despertando vocês nos níveis mais fundos de sua alma.

Sim, Amados, esta é a poderosa expansão da alma.

Vocês estão alterando realidades.

Estão fazendo a transição de formas-pensamento mentais para os sentimentos autênticos do Verdadeiro Coração.

Como um resultado dessas ativações e iniciação, é exigido de vocês que se movam além das reações emocionais e respostas obsoletas.

Só quando vocês experimentarem estes cenários da vida de resposta emocional é que vocês serão capazes de transcender os padrões e conhecer profundamente o Eu; amar incondicionalmente o Eu; incorporar esta vibração nova de transcendência da limitação.

Um dos aspectos desafiadores de transcender para este novo paradigma de consciência é deixar ir e desistir do “controle.”

Sim, Amados, renderem-se finalmente ao fluxo da Perfeição Divina, agora sabendo que sua alma os está orientando. Ela sempre está, entretanto agora vocês estão completamente conscientes de sua Essência Divina.

Conforme vocês observam todo o “antigo” e “obsoleto” sendo liberado de suas vidas, vocês parecem ter menos e menos previsibilidade quanto aos planos futuros.

Esta é a causa para confusão e medo, já que vocês deixam ir o limitado sistema de crença baseado no medo.

Embora isto faça parte da preparação para o novo modo de ser, tudo é perfeito para a abertura para fé e confiança totais e absolutas no invisível.

Você sempre são cuidados. Sim, Amados, nós sempre estamos com vocês.

Por favor, evoquem-nos sempre que se sentirem perdidos, sozinhos e confusos.

Nós estamos aqui orientando e abraçando vocês nestes tempos de despertar, sabendo que tudo está se desenrolando na pura perfeição do Amor e Luz Divinos.

Ter fé e confiança totais no desconhecido e no invisível é uma grande mudança do seu sistema de crença rígido e antigo; esta é a maior iniciação neste momento; viver em cada momento sabendo da sacralidade da vida, da beleza e da força do Amor Divino; sabendo que isto é seu sustento total e sua fonte.

Sim, Amados, finalmente o alinhamento da verdade de quem vocês são com a VERDADE de sua ALMA e de DEUS.

Saibam e acreditem que tudo está se desenrolando perfeitamente no perfeito Plano Divino de despertar para uma Nova Terra de Amor Incondicional Divino... começando com VOCÊS… com sua consciência individual da Unidade interior e consequentemente exterior.

Quanto mais vocês deixam ir os antigos padrões de "medo", vocês elevam o seu lindo planeta Terra em equilíbrio e neutralidade.

É por isto que vocês estão aqui - para brilhar sua Luz...

Queridos, vocês são tão amados…

Nós somos Os Anjos…

Para mais informação e orientação 
contatem Liora 
http://www.twinflame1111.com/
copyright 2011
Fonte: http://lightworkers.org/channeling/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Combatendo o preconceito




Quando Gandhi trabalhava pela independência da Índia, empenhou-se também em combater uma questão interna: o preconceito de castas.

Tradição milenar que divide a sociedade indiana em religiosos, guerreiros, agricultores, comerciantes e servos, as castas até hoje persistem.

Na base da pirâmide social, uma categoria desprezada: os párias.

Sem casta, os párias são considerados impuros e acredita-se que quem os toca fica impuro também. Por isso são chamados intocáveis.

Mas Gandhi, ao estudar profundamente os ensinos de Krishna, aprendeu que Deus não faz diferença entre Seus filhos.

Ele compreendeu que o sistema de castas havia sido modificado pelos homens, que o usaram para fins de dominação política e social.

E foi assim que Gandhi passou a combater o preconceito contra os párias, que ele chamava harijans, palavra que significa filhos de Deus.

Estava certo Gandhi. Somos todos filhos de Deus. Os preconceitos que carregamos são parte de um contexto social e cultural que devemos combater.

À medida que a Humanidade progride, os preconceitos vão perdendo espaço.

A ciência vai demonstrando que certas teorias não têm validade e aos poucos vamos expurgando práticas vergonhosas.

Vejamos, por exemplo, o preconceito racial. Ele é decorrente de uma visão que data da época da colonização.

Os europeus se achavam superiores aos povos indígenas ou africanos. É uma tese absurda que o tempo se encarregou de derrubar.

Sim, pois quando se ofereceu oportunidade, negros e índios mostraram tanta capacidade intelecto-moral quanto os demais.

Nunca é demais lembrar que - mesmo na época do mais rigoroso preconceito racial no Brasil - houve quem triunfasse.

É o caso do maior escritor brasileiro de todos os tempos: Machado de Assis.

Filho de uma ex-escrava, que trabalhava como lavadeira, ele trabalhava durante o dia e estudava à noite, sob a luz de um lampião.

Demonstrou que o talento e o esforço vencem o preconceito, por mais forte que seja.

Hoje, por mais que se combata o preconceito, muitas vezes ele ainda aparece inesperadamente.

É porque estava apenas oculto, escondido sob o verniz social.

É assim na questão dos homossexuais. Os preconceitos contra eles se manifestam de forma agressiva.

Eles são ridicularizados, alvo de piadas e até de violência. Muitos são espancados e assassinados.

E tem mais: hansenianos, tuberculosos, ex-presidiários, aidéticos, etc.

Será que numa sociedade em que os homens cumprissem as leis de Deus isso ocorreria?

Será que já conseguimos ver todos os demais seres humanos como irmãos que também amam, sofrem e querem ser felizes?

Lembre-se do exemplo notável de Jesus, que tinha como filhos prediletos os desprezados pela sociedade.

O Mestre reergueu a adúltera e a mulher prostituída. Elogiou publicanos.

Não teve medo de hospedar-se na casa de homens de má fama e elegeu como discípulo um coletor de impostos que era mal visto.

Por outro lado, advertiu severamente os orgulhosos e os que se achavam melhores que os demais.

Repreendeu os religiosos sem compaixão e tomou a defesa dos mais frágeis.

Se Jesus - o Ser mais perfeito que já habitou a Terra - agiu assim, por que não imitá-Lo?
 
 

Redação do Momento Espírita Disponível no livro Momento Espírita, v. 7, ed. Fep.

O Pensamento Comum para Unir os Espíritas


Orson Peter Carrara (Matão/SP)
 
      Divergências à parte, sempre fruto dos estágios de amadurecimento e entendimento da proposta espírita, onde estarão unidos os espíritas? Em que ponto deverão apoiar-se para se encontrarem num pensamento comum?
      Há uma receita para este desejado encontro!
      Antes de apresentá-la, consideremos:

  1. Existem polêmicas sobre este ou aquele ponto. Elas geram desentendimentos, desuniões e até antipatias pessoais. Posturas incoerentes com a Doutrina.
  2. Há publicações de livros espíritas em grande escala na atualidade. Neste ponto há excessiva preocupação com a qualidade (nem sempre recomendável) das publicações e a imprensa perde precioso espaço preocupada em combater, quando deveríamos somente semear e construir. Na verdade, nesta área, aquilo que pode ser inútil e repetitivo para uns pode ser de grande utilidade para outros, levando-se em contas os diferentes estágios humanos. O que não serve para um pode ser necessário para outro. Tudo tem sua utilidade, mesmo aquilo que não alcance os estágios da razão e do bom senso. Sempre em razão dos níveis evolutivos. Isto não invalida o esforço que todos devemos perseguir para colocar a Doutrina, em toda a sua grandeza, nas atividades espíritas a que nos dediquemos. A própria trajetória humana, no processo evolutivo, mostra isso, misturando seres em diferentes degraus de intelecto e moralidade.
  3. Qualquer tentativa de imposição ou constrangimento de idéias está distante da proposta espírita.
  4. Ninguém tem o direito de arvorar-se como "dono da verdade". Somos todos aprendizes. Podemos estar absolutamente certos e coerentes num ponto, mas absurdamente distantes da Doutrina em outro ponto. Sempre fruto do amadurecimento e entendimento que temos com relação aos postulados doutrinários.
  5. As diferentes posturas de prática espírita refletem o conhecimento dos integrantes ou dirigentes dos grupos, cujo universo pode ser analisado sob qualquer ângulo que se queira. Ora, isto é absolutamente natural numa Doutrina altamente democrática e respeitadora das diferenças individuais.
  6. Os estágios destoantes, de aberrações doutrinárias, incoerentes com a genuína Doutrina Espírita, na verdade preparam futuros trabalhadores e iniciam muita gente nos conhecimentos sobre a imortalidade e comunicabilidade dos espíritos, mesmo que por agora de maneira muitas vezes até escandalosa. São estágios de treinamento, abrindo caminhos. No futuro, serão concordes com a orientação doutrinária.
  7. A preocupação com a defesa em favor da Doutrina é desnecessária. A Doutrina fala por si e se os espíritas conscientes estudarem e colocarem em prática o que o Espiritismo traz, esta semeadura fará a defesa. Claro que devemos esclarecer de maneira permanente, usando os veículos de comunicação disponíveis, mas para semear o bem e nunca para atacar.
  8. Os esforços de união dos espíritas, atendendo aos apelos da Espiritualidade, devem merecer nossa melhor atenção, pois que somente eles são instrumentos capazes de sanar as dificuldades trazidas pelas fraquezas humanas e pelos diferentes níveis de entendimento doutrinário.
  9. Uma coisa é a assimilação dos ensinamentos espíritas pelos espíritas. Outra coisa é a ação que esta assimilação produz nos espíritas, já que todos provêm de formação distinta, de maturidade emocional e psicológica diferente e, claro, de entendimento intelectual também diferente.
  10. Todo desentendimento gera atrasos no programa doutrinário, adia o planejamento estabelecido por Jesus para o progresso da Humanidade e portanto tem caráter prejudicial para os que se intitulam cristãos e para a tão comentada e esperada era da Regeneração.
      Os convites de união entre os espíritas traduzem esforços para os propósitos do Cristo e precisamos pensar nisto, para não adiarmos tais propósitos.
      Onde, pois, estarão unidos os espíritas?
      Eis a receita: Ela está contida em O LIVRO DOS MÉDIUNS, cap. XXVII, item 302. A resposta é de O ESPÍRITO DE VERDADE e indica: "(...) A unidade se fará do lado onde o bem jamais tiver sido misturado ao mal; será desse lado que os homens se reunirão pela força das coisas, porque julgarão que aí está a verdade. Anotai, aliás, que os princípios fundamentais são os mesmos em toda parte, e devem vos unir num pensamento comum: o amor de Deus e a prática do bem. Qualquer que seja, pois, o modo de progressão que se suponha para as almas, o objetivo final será o mesmo, e o meio de atingi-lo é também o mesmo: fazer o bem; ora, não há duas maneiras de fazê-lo. Se se levantam dissidências capitais, quanto ao próprio princípio da Doutrina, tendes uma regra certa para apreciá-las, e essa regra é esta: a melhor doutrina é a que melhor satisfaz ao coração e à razão, e que tem mais elementos para conduzir os homens ao bem; eu vos certifico, é a que prevalecerá".
      Vençamos, pois, esta tendência de combater idéias alheias e caminhemos para semear, construir, colocando no coração, em primeiro lugar, o amor de Deus e a prática do bem.
      Porém, a propósito das distorções e desentendimentos, breve consulta ao O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, no capítulo XXI - HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS (no item 8), nos dará a informação de que:
      "(...) aqueles que envia para propagar a sua santa doutrina, e regenerar seu povo, serão, a exemplo do Mestre, brandos e humildes de coração acima de todas as coisas; (...) Lembrai-vos de que cada criatura leva na fronte, mas nos seus atos sobretudo, o cunho de sua grandeza ou da sua decadência.(...)" E depois no item 9: "(...) concluí que o verdadeiro missionário de Deus deve justificar a sua missão de superioridade, por suas virtudes, por sua grandeza, pelo resultado e pela influência moralizadora de suas obras.(...)"
      Não fica mais fácil, por aí, procurar os caminhos do entendimento através do amor e tolerância uns para com os outros, aos invés de ficarmos a digladiar...?!

Orson Peter Carrara (Matão/SP)
Escritor e orador espírita. Constultor Editorial residente em Matão/SP
Blog: http://orsonpetercarrara.blogspot.com/


PODIA SERAndré Luiz
______ * * * ______
A velhinha que vimos, vergada ao peso do sofrimento, não é aquela benfeitora que nos ofertou o berço na Terra, no entanto, podia ser...
O trabalhador abatido que passou esmagado de angustia, não é aquele amigo respeitável que nos serviu de pai no mundo, mas, em verdade, podia ser...
A criança desditosa, que renteou conosco na via pública, não é nosso filhinho, contudo, podia ser...
O mendigo cansado de abandono, relegado à incerteza da rua, não é pessoa de nossa casa, entretanto, podia ser...
O doente caído em desamparo e cujo martírio orgânico nos inclina a pensar nas desventura dos que vagam sem teto, não é nosso parente consangüíneo, todavia,
podia ser...
Diante dos que choram e sofrem coloquemo-nos, de imediato, em lugar deles, e saberemos compreender que toda migalha de bondade e alegria é talento de luz...
Caridade é bênção de Deus em movimento constante.
Hoje é a nossa hora de dar, amanhã será o nosso dia de receber.
André Luiz(Do livro “Marcas do Caminho",  Francisco C. Xavier)

domingo, 28 de agosto de 2011




Posted: 28 Aug 2011 04:18 AM PDT
Mensagem de Saul
por John Smallman
em 28 de agosto de 2011



Despertar do pesadelo da realidade ilusória em que parece que vocês têm sua existência é a sua principal tarefa como humanos.

Por éons, vocês têm procurado por Amor, Deus e alegria arrebatadora, aparentemente sem sucesso.

A verdade é que vocês são seres imortais permanentemente unos com seu Pai Celestial, mas, devido à escolha que vocês fizeram de experimentar a vida limitada pelas restrições que um corpo físico lhes impõe, sua capacidade de recordar sua unidade inseparável com seu Pai tornou-se oculta para vocês.

Nada mudou, na Realidade nada pode mudar porque ser uno com Deus é eternamente perfeito, mas a sua percepção da Realidade foi alterada por sua escolha de experimentar a existência separados de Deus.

Uma experiência como esta é impossível, mas, porque seu Pai os criou e compartilhou com vocês Seu infinito poder divino, vocês foram capazes de imaginar um ambiente irreal que parece muito real.

De fato, tão real que vocês acabaram acreditando nele e continuaram a preenchê-lo com ideias que vocês percebem como muito reais e sólidas fisicamente.

Mas não existe tal coisa de realidade física, a qual não passa de um conceito imaginário com que vocês podem fazer de conta que são seres individuais separados, lutando pela sobrevivência em um mundo estranho e hostil.

Crença é um conceito estranho.

Ela é baseada em opiniões que têm um forte valor emotivo para o crente, e que, consequentemente, é muito difícil para ele deixar ir ou liberar.

Isto tem sido demonstrado muitas vezes pela história, quando crenças fortemente arraigadas provaram-se erradas quando uma nova informação veio à luz.

Antes de isto ocorrer, as crenças normalmente tornavam-se dogma, e questioná-las era praticamente inconcebível, e de fato, até mesmo muito perigoso.

Aqueles que as questionavam normalmente eram julgados e condenados pela hierarquia cujo poder dependia da manutenção e defesa de tais crenças respeitadas na época.

Nas últimas poucas décadas os progressos de sua ciência e tecnologia têm conduzido ao enfraquecimento e ao subsequente colapso de um grande número de crenças que aparentemente estavam gravadas na pedra, possibilitando o tão necessário progresso em todos os campos do empreendimento humano.

Entretanto, muitas das antigas hierarquias continuam a defender suas crenças e a tentar impô-las aos outros, já que elas tentam manter o poder e o status a que se acostumaram e a que, naturalmente, elas dão grande importância.

Contudo, com os seus progressos na tecnologia em comunicações, está se tornando cada vez mais difícil evitar que o novo conhecimento vaze para o domínio público.

É esta explosão de novo conhecimento que está conduzindo à desagregação e desintegração de muitos centros de poder que têm usado seu poder em detrimento da maioria da humanidade.

Centro de poderes como estes, como acontecia no passado, não serão substituídos por similares, mas sim, por novas estruturas, porque o tempo deles já passou.

Formas novas e abertas de sociedade estão se desenvolvendo por todo o planeta para que mudanças necessárias e vitais que irão erradicar a doença, a pobreza e a repressão, possam ocorrer como o planejado.

Os primeiros sinais dessas mudanças agora são relatados pela mídia, mas o impacto total que essas mudanças provocarão ainda não é totalmente entendido ou reconhecido.

O reconhecimento do que verdadeiramente está ocorrendo por todo o planeta não permanecerá despercebido por muito mais tempo, já que se torna aparente para todos que a desolação da miséria e da privação de âmbito mundial pode ser extinta rápida e facilmente.

A Nova Era de cooperação harmoniosa e unidade, que todos anseiam, está para irromper num magnífico desabrochar de habilidades criativas que acabará para sempre com sua necessidade e sua dependência de organizações que controlam suas vidas e suas atividades.

Finalmente vocês serão livres para viver como e onde desejam, com todas as suas necessidades básicas providas em abundância para que vocês possam "ir atrás de sua felicidade" ao se empenharem em atividades em que vocês se sentem mais satisfeitos.

O conflito e a opressão terminarão, por não mais serem necessários porque ninguém terá suas genuínas necessidades básicas não satisfeitas.

Como resultado, grandes empreendimentos cooperativos, servindo ao bem de todos, serão realizados, e todos os pormenores deles serão tratados por aqueles com habilidades adequadas e o desejo de oferecer essas habilidades garantirá o completo sucesso do empreendimento.

Com todas essas mudanças de grande alcance ocorrendo, todos no planeta se verão com as habilidades e competência que eles precisam para seguir seus caminhos de alegria, e a felicidade e a satisfação que virão com suas atividades serão estimulantes.

Com muito amor, Saul.


Fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos
Posted: 27 Aug 2011 12:00 PM PDT
Mensagem de Aurora
Canalização: Karen Downing
em 26 de agosto de 2011



Ah, como pode ser difícil esperar imaginando... sem saber o que vem a seguir e desistindo de todo sentimento de tentar imaginar. É aqui onde a liberdade de ser você mesmo repousa; sem ser limitado por expectativas baseadas no passado, mas sim, em um novo espaço de criação. Uma criação que começa em um agora perpétuo.

Imagine se você pudesse pegar toda a sua energia de estresse e preocupação e transformá-la em criação e manifestação. E você pode! Mas, liberar esse antigo paradigma de ansiedade nem sempre é fácil, e às vezes você tem que sentar nessa famosa sala de espera e permitir que a orientação lhe seja apresentada enquanto você aguarda ser chamado para atravessar a porta de sua próxima oportunidade.

Nem todos têm a força interior de chegar até a sala de espera, alguns não têm a coragem de abrir a porta, e outros não têm paciência para esperar. Mesmo assim, estar na sala de espera pode ser um tempo de excitação, pode também ser o momento em que a esperança e ansiedade estão mais fortes.

Enquanto está sentado na sala de espera da sua próxima oportunidade, tire um tempo para reconhecer sua participação na jornada para chegar até aqui. Não é fácil atravessar essas passagens de confiança e fé, mas você atravessou! Agora, enquanto você espera pelas manifestações físicas acontecerem, utilize este tempo de espera para liberar quaisquer medos e preocupação sobre o que estará à sua frente quando seu nome for chamado.

Toda alma na Terra tem um propósito para realizar, alguns extremamente diferentes dos outros, e, portanto, nem todos estão na mesma sala de espera. Não se preocupe se você se vai conseguir, ou se está no lugar certo; apenas por ser guiado a ler esta mensagem já é a sua confirmação de que você está nela.

A sala de espera é um local maravilho e um tempo de permissão. Permissão trata-se de renunciar à necessidade de controlar o resultado, deixando ir o ter de se planejar para todos os possíveis potenciais e simplesmente estar aberto para receber orientação. A orientação será o que inspira você em todos os próximos passos de sua jornada.

É através deste processo de permissão que a cocriação acontece. Permita sua orientação conduzir à ação que cria a manifestação. Lembre-se de que tudo já existe no nível espiritual e você somente transforma em criação física. As únicas coisas que obstruem esse processo são as suas crenças não curadas que conduzem à dúvida de seu próprio papel no processo em si.

Então, sente-se e relaxe, aproveite o tempo do melhor modo que puder. Porque antes de você perceber, alguém aparecerá nessas portas trazendo-lhe a sua próxima oportunidade. Firme-se na sua crença em sua habilidade de ser o criador daquilo que é aguardado, e confie que irá acontecer no sincronismo Divino. Quando você aprende a entender a Sala de Espera, seu mundo torna-se cheio de oportunidade. (Mesmo que você ainda não tenha imaginado qual é!)

Amor, Aurora



Fonte: http://lightworkers.org/channeling/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

sexta-feira, 26 de agosto de 2011


Posted: 24 Aug 2011 09:40 PM PDT

Não reclames do filho aquilo que ele ainda não te pode dar.
Ele é filho do Criador, quanto nós mesmos. Ninguém se faz amado através da exigência.
Dá tudo! Aqueles que desejamos ajudar ou salvar nem sempre conseguem compreender, de pronto, o sentido de nossas palavras, mas podem ser inclina-dos ou arrastados à renovação por nossos atos e exemplos.
Em muitas ocasiões, na Terra, somos esquecidos e humilhados por aqueles a quem nos devotamos, mas, se soubermos perseverar na abnegação, acendemos no próprio espírito o abençoado lume com que clareamos a estrada, além do sepulcro!…
Quando o Pessimismo nos invade
Tudo passa no mundo…
Os gritos da mocidade menos construtiva transformam-se em música de meditação na velhice!
Ampara teu filho que é também teu irmão na Eternidade, mas não te proponhas escravizá-lo ao teu modo de ser!
Monstruosa seria a árvore que se pusesse a devorar o próprio fruto; condenável seria a fonte que tragasse as próprias águas!
Os que amam, sustentam a vida e nela transitam como heróis, mas os que desejam ser amados não passam muitas vezes de tiranos cruéis…
Levanta-te! Ainda não sorvestes todo o cálice. Além disso, Jesus espera por ti…
Os que lhe batem à porta, consternados e desiludidos, são teus familiares igualmente… Esses velhos abandonados que te procuram tiveram também pais que os adoravam e filhos que lhes dilaceraram o coração…
Esses doentes que apelam para a tua capacidade de auxiliar conheceram, de perto a meninice e a graça, a beleza e a juventude!…
Tuas dores, não são únicas.
E o sofrimento é a forja purificadora, onde iras perder o peso das paixões inferiores, a fim de te alçar à vida mais alta… Quase sempre é na câmara escura da adversidade que percebe-mos os raios da Inspiração Divina, porque a saciedade terrestre costuma anestesiar-nos o espírito…
Procura teu filho, com a lâmpada acesa do amor, nos filhos alheios, e o Senhor abençoarte-a, convertendo-te a amargura em paz do coração… Ergue-te e aguarda de pé a luta dentro da qual reeducarás aqueles que mais amas…
Não te rendas ao sopro frio do infortúnio, nem creias no poder do cansaço…
Que seria de nós se Jesus, entediado de nossos erros, se entregasse à fadiga inútil?
Ainda que o corpo se recolha às transformações da morte, mantém-te firme na fé e no otimismo… O túmulo é a penetração na luz de novo dia para quantos lhe atravessam a noite com a visão da esperança e do trabalho.
Não aguardes por agora, senão renúncia e sacrifício… Jesus até hoje não foi compreendido, mesmo por muitos que se dizem seus seguidores.
Auxilia, perdoa e espera!… As vitórias supremas do espírito brilham além da carne.
Livro: Espírito e Vida.
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011


Limpar a mente


Miramez (espírito)
Os bons costumes tornam a mente límpida e clareiam o verbo, enriquecendo-o, para que os ouvintes sejam estimulados ao exercício do bem eterno. A poluição mental turva a consciência e conturba o raciocínio, deixando a alma trôpega no vaso da carne. O homem civilizado não tem o costume diário de higienizar o corpo? Pois a mente, na verdade, tem grande necessidade de limpeza, tanto quanto o corpo, por ser o centro da vida que comanda todo a massa somática.
E esse trabalho começa como a chuva: divide-se em bilhões de gotículas, mas farta a humanidade e a natureza, limpa a atmosfera e destampa as minúsculas aberturas das árvores, de onde promana o oxigênio puro, no vigor da própria existência. Assim, a chuva, para a mente, há de surgir nessas mesmas proporções: bilhões ou trilhões de pequenos esforços, somando uma torrente de energias vivas, conduzindo todo o entulho da consciência por canais apropriados. E a pureza do raciocínio faz nascer um clima enriquecido para as belezas imortais do amor, da alegria e da fraternidade. Sugestiona o ser à procura de Deus e a obedecer às leis.
A castidade mental é obra de grande importância para a nossa supremacia espiritual, sem as sutilezas da arrogância e as manobras do orgulho. Devemos nos esforçar todos os dias, a partir do momento em que nos alistamos no exército do Cristo. Como espíritos, mesmo no mundo, mas à procura da luz, compreendamos, na urgência das nossas necessidades, que renovação é tema central da alma - ovelha que reconhece o pastor, atendendo os seus magnânimos convites, pela inteligência e pelo coração.
A elegância dos pensamentos ajusta o meio ambiente em que viveis, para chamados fraternos e para uma conversação sadia, desamarrando do núcleo da vida, a expressão do amor, de modo a participar, na mesma freqüência, a razão. Para que tudo isso se faça, o esforço próprio é imprescindível, dia a dia. A auto-educação haverá de se processar passo a passo, e a vigilância deve arregimentar todas as forças possíveis nessa imensurável batalha que somente termina na pureza espiritual, para começar outros labores, em escalas que escapam ao raciocínio humano.
A vida é um turbilhão de vidas sucessivas, que se associam por lei de esforços e de obediências correlatas. No homem, o começo do sofrimento é princípio de maturidade. É, pois, a força do progresso atingindo a sua farda física, para que o corpo espiritual se atualize nas necessidades maiores. Os grandes golpes na alma clareiam seu caminho para certas mudanças na arte de viver melhor.
Escrevemos para todos, é certo. No entanto, endereçamos nossas mensagens, com mais intimidade, aos despertos, aos companheiros conscientes dos seus deveres ante a escalada do Mestre. Se começais hoje a vos renovar na vida que levais, amanhã sereis torturados impiedosamente pelas forças contrárias, donde resulta a desistência de muitos estudantes da verdade, por ignorarem que o ataque, a maledicência, a injúria, o desprezo são outras tantas forças do bem, revestidas aparentemente de inimigos. Todavia, o que Jesus disse nos conforta sobre maneira: “Aquele que perseverar até o fim, será salvo”.
Associemos nossos esforços aos regimes das leis de Deus, respeitando-as em todas as suas nuances. Se algo faltar de nossa parte, nunca haverá de ser a persistência, como onda de luz a transformar as nossa boas intenções em realidades.
Higienizemos a nossa mente, sem afrontá-la agressivamente. A experiência nos aconselha que o trabalho paciente e constante vencerá obstáculos que se nos afiguram em posição irremovível. Na verdade, a mente plasma o que os olhos vêem, como máquina fotográfica pronta para disparar tendo em mira o objetivo visado. Não obstante, poderemos fechar o diafragma. Assim sucede com os ouvidos, assim se processa na formação das idéias. Orar e vigiar é atitude certa para que a mente não se suje mais. E o trabalho de limpeza deve ser eficiente, diminuindo a carga corrosiva acumulada em muitos séculos. Um pouco de boa vontade vos colocará, com habilidade, nesse saneamento, e o conceitos que propomos nesse livro são, um tanto um quanto, companheiros da limpeza espiritual, convidando a todos para a libertação.
Extraído: do livro ”Horizontes da Mente”, de João Nunes Maia e ditado pelo espírito Miramez ( Editora Espírita Cristã Fonte Viva).